TBT: 5 curiosidades sobre o Xbox que talvez você não conhecia

O Xbox está comemorando seus 20 anos de existência. E para tal marca, a Microsoft preparou vários lançamentos de jogos, surpresas e até mesmo um documentário que chegará no final do ano a respeito dos bastidores do console. São muitas coisas a celebrar e realmente o Xbox e seus fãs merecem. Alguns podem não saber, mas quando a Microsoft lançou o Xbox no início do século XXI, pegou o mercado de jogos totalmente desprevenido.

A Microsoft sempre foi uma das maiores empresas do mundo, mas até então ela era “apenas a cara do Bill Gates que criou o Windows e quase afundou a Microsoft na Guerra dos Navegadores”. Como uma empresa dos EUA poderia entrar no mercado com um videogame onde o mercado era dominado pelas japonesas Nintendo e Sony? Isso era uma aposta arriscada e a grande maioria apostou contra a Microsoft.

Bem, nem é preciso dizer que apostaram errado. A Microsoft chegou com uma estratégia certeira, principalmente porque já possuía um software no mercado e que estava na maioria dos PCs mundiais: o Windows. Além disso, seu Sistema Operacional já era usado por diversos jogos, inclusive as empresas de hardware fabricavam suas placas pensando no software da Microsoft. Por isso o nascimento do Xbox não foi uma aposta qualquer, mas sim uma jogada certeira.

Lógico que o Xbox precisou mais do que placas e softwares para se solidificar no mercado. Foi necessário muitos acordos, marketing e paciência. Altos e baixos aconteceram nesses 20 anos, mas todas as empresas, não importa quais, passaram por isso. O que levou cada uma delas a ser o que são hoje, foi algo além do desempenho, foi competência e saber conhecer o seu público. Sendo assim, vamos a 5 curiosidades sobre o Xbox que talvez você não conhecia.

1. The Rock ajudou a revelar o Xbox original

Muito antes de se tornar uma das estrelas de sucesso de bilheteria mais lucrativas do mundo, Dwayne “The Rock” Johnson estava alavancando seu status como o “campeão do povo” da WWE (que ainda era chamado de WWF naquela época) para ajudar a Microsoft a vender seu novo console de jogos para o público dos EUA, sendo que ele esteve presente na CES 2001, para a apresentação oficial do Xbox.

De acordo com o lutador, a Microsoft “não deixou pedra virada (trocadilho intencional)” com seu novo console, que era “poderoso, estimulante e de ponta – tudo o que The Rock é”. Claro, não doeu que The Rock também estava aparecendo em um jogo para Xbox chamado WWF Raw, que foi lançado no ano seguinte apenas alguns meses após o lançamento do Xbox na América do Norte.

2. Sonic quase foi um título de lançamento do Xbox

O início dos anos 2000 foi uma época selvagem para a indústria de consoles, quando vimos a queda de uma das maiores empresas do setor, a Sega e a ascensão de outro na forma do Xbox da Microsoft. O avanço da Microsoft no espaço do console surgiu exatamente quando a Sega estava fazendo a transição de fabricante de hardware para editor apenas de software após o fracasso do Dreamcast.

Como tal, a Sega estava (pelo menos potencialmente) no mercado para vender algumas de suas marcas e a Microsoft estava na frente da linha para comprar. Acontece que a Microsoft estava de olho em Sonic the Hedgehog, que ainda era uma das franquias mais populares dos jogos na época, e ter um novo jogo do Sonic lançado junto com o Xbox seria uma grande jogada.

No final das contas, o próprio Bill Gates acabou com qualquer negócio em potencial ao raciocinar que a Sega simplesmente não era grande o suficiente para competir com a Sony e decidiu que a Microsoft faria as coisas à sua maneira. Sonic acabaria encontrando um lar temporário no Nintendo GameCube antes que a Sega decidisse ir para a multiplataforma, mas por um breve momento, o personagem foi quase um mascote do Xbox.

3. O jogo Xbox mais “americano” era um exclusivo japonês

Se disséssemos que há um jogo que permite que você jogue como o Presidente dos Estados Unidos pilotando um mecha para defender a nação contra um golpe militar encenado pelo vice-presidente, você provavelmente diria que parece o jogo mais patriótico na existência. Bem, esse jogo existe e é chamado de Metal Wolf Chaos, mas, o que é chocante, nunca foi lançado nos Estados Unidos.

Desenvolvido pelar From Software, o mesmo estúdio responsável pela série Dark Souls, Metal Wolf Chaos foi um lançamento publicado pela Microsoft para o Xbox original em 2004, mas o jogo só foi lançado no Japão. Não está claro por que o jogo nunca foi lançado nos Estados Unidos, mas desde então o título alcançou um status de culto graças ao seu tom super-patriótico exagerado (e hilário).

4. Nomes descartados para o console

O primeiro console da Microsoft passou por uma série de mudanças de nome diferentes antes que “Xbox” fosse finalmente escolhido. Na verdade, cerca de 35 foram considerados em um ponto ou outro. A equipe de Relações Públicas da Microsoft acabou testando vários nomes com grupos de foco, incluindo:

  • MIND (Microsoft Interactive Network Device),
  • FACE (Full Action Center),
  • R&R (Reality and Revolution),
  • E2 (Extreme Experience),
  • O2 (Optimal Ozone / Optical Odyssey,
  • MTG (Microsoft Total Gaming) e
  • AIO (All In One).

Um dos nomes mais populares que quase usaram foi 11-X ou Eleven-X, mas, felizmente, Seamus Blackley, um dos principais designers do console, insistiu em chamá-lo de “Xbox”. O nome Xbox foi realmente derivado de uma fonte bastante óbvia. Direct X, o termo abreviado para a coleção de interfaces de programação de aplicativos (APIs) que manipulam tarefas na arquitetura baseada no Windows. Ironicamente, a versão final do Xbox abandonaria completamente o Windows, mas o nome ainda pegou.

5. Cor do Orbe foi verde poque as canetas foram roubadas

A Microsoft proclamou o Xbox como o console de jogos mais poderoso do mundo e que melhor maneira de transmitir esse poder do que com uma grande esfera verde brilhante. Verde tem sido uma cor proeminente do Xbox desde o início, e de acordo com Seamus Blackley, essa era a única cor que o designer do console, Horace Luke, tinha em mãos depois que todas as suas belas canetas hidrocor foram roubadas, então a cor pegou ao ponto onde uma esfera verde gigante foi colocada no centro do design do Xbox.

O pensamento por trás disso era que dava a ideia de que o Xbox era uma máquina movida a energia nuclear praticamente transbordando de energia e potencial (o orbe também pode ser visto na animação de inicialização do Xbox original).

Via: Goliath/SEGA/Microsoft/Game Watcher/Polygon

Alan Uemura , Observatório de Games.

Fonte: Observatório de Games.

qui, 25 nov 2021 12:56:41 -0300

No comments

Deixe uma resposta

Publicidade

Publicidade

Jogos!

Buscador – Encontre tudo que precisa na Internet!