The Game Awards 2021 denúncia mercado tóxico da indústria de jogos, mas não como deveria

Se você não está acompanhando os graves problemas da indústria de jogos, elas são bem graves. Resumindo, uma das principais envolvidas e que está sendo processada, é a Activision Blizzard. E empresa está sendo processada por toxidade no local de trabalho, que é abuso contra mulheres, baixos salários, e ainda um caso de suicídio envolvendo uma de suas funcionárias! E agora ela está com uma nova greve de seus funcionários. Clique aqui para conferir tudo sobre a empresa.

Mas não é apenas a Blizzard que está sofrendo processo. A Sony recentemente também está sendo acusada por discriminação de gênero. Isso logo após soltar uma nota de repúdio sobre o assunto. Além disso, o agora ex-diretor da empresa foi pego em flagrante por pedofilia. Essas são notícias tristes, mas totalmente necessárias que mostram o quanto o mercado em geral, não apenas gamer, precisa urgentemente de mudanças.

Faltou coragem

Geoff Keighley, o apresentador do The Game Awards 2021, denunciou o abuso desenfreado no local de trabalho na indústria de jogos, sem dizer abertamente a Activision e em sua tentativa de permanecer neutro em meio à crescente controvérsia da Activision Blizzard, Geoff Keighley foi atacado, pois vozes proeminentes na indústria rebaixaram a postura do apresentador do TGA 2021.

Apesar de alegações perturbadoras de assédio sexual no local de trabalho, Keighley se absteve de responsabilizar a Activision ou sua liderança por possibilitar uma cultura de “menino de fraternidade” e a falta de igualdade ou inclusão dentro de seu local de trabalho. Apesar de sua postura aparentemente neutra, o fundador do The Game Awards acabou por confirmar que a Activision Blizzard não faria parte do TGA 2021, além de suas indicações. Posteriormente, ele reconheceu que “não há lugar para abuso, assédio ou práticas predatórias em qualquer empresa ou comunidade”.

Reconhecendo que o problema é real

Embora ele não tenha mencionado abertamente a crescente controvérsia da Activision Blizzard, Geoff Keighley chamou a atenção para o abuso no local de trabalho durante a transmissão ao vivo do The Game Awards 2021. Em seus comentários iniciais, Keighley reconheceu as manchetes recentes, apontando a realidade de que as práticas predatórias e o abuso no local de trabalho ainda permanecem na indústria de jogos.

“Não devemos e não toleraremos qualquer abuso, assédio e práticas predatórias por parte de ninguém, incluindo nossas comunidades online”, disse Keighley. Durante seu discurso, um banner na parte inferior da tela exibia informações direcionando os jogadores a contatar os Jogos e a Linha Direta de Assédio Online, caso precisassem de suporte ou recursos. “Todos nós amamos jogos e se queremos que esta indústria continue crescendo, devemos construir um futuro ainda mais brilhante e inclusivo”, disse Keighley. “Peço a todos que façam sua parte para construir uma indústria de videogames melhor e mais segura.”

Mesmo não dizendo o nome da Blizzard e até mesmo de outras pessoas que já foram demitidas – mas nada mais sofreram – por abuso, pedofilia, entre outros, foi importante por parte de seu criador e da Game Awards ter uma postura em um ano complicado para toda a indústria de jogos, que além de empresas, também possui jogadores tóxicos em seu meio. Este pode-se afirmar que foi o ano do: Basta!

Confira o vídeo completo do evento abaixo:

Via: Screen Rant/The Game Awards/Game Rant

Alan Uemura , Observatório de Games.

Fonte: Observatório de Games.

sex, 10 dez 2021 08:47:29 -0300

No comments

Deixe uma resposta

Publicidade

Publicidade

Jogos!

Buscador – Encontre tudo que precisa na Internet!