TBT: Relembre o jogo de tiro que foi mais polêmico que Ready or Not

Ready or Not ganhou os sites e redes sociais nos últimos dias devido a uma de suas telas, onde ocorre um tiroteio em uma escola, além do comentário pouco inteligente de sua produtora. Mas você sabia que o jogo não é o primeiro a fazer isso? E se está pensando em algo de algum jogo mais famoso e com campeonatos, não, não é nenhum desses. O título em questão é um de 2018, Active Shooter.

Sobre o jogo

Active Shooter, como no nome já diz, era um título de tiro em primeira pessoa desenvolvido pelo desenvolvedor russo Anton Makarevskiy e pela editora Ata Berdyev, trabalhando sob os nomes Revived Games e Acid Publishing Group. O lançamento foi agendado para 6 de junho de 2018 por meio da plataforma de distribuição Steam, que após tantas polêmicas, o retirou da plataforma.

Por que a polêmica?

Active shooter em inglês significa: Atirador ativo ou assassino ativo descreve o perpetrador de um tipo de assassinato em massa marcado pela rapidez, escala, aleatoriedade e, muitas vezes, suicídio. A ideia do jogo era que os jogadores podessem fingir ser um atirador em um ambiente escolar. O título oferecia a oportunidade de jogar como um membro da equipe SWAT ou um atirador ativo em um ambiente escolar. No cenário de tiro ativo, os jogadores matam policiais e civis.

Dá para ver algumas semelhanças entre os dois jogos, mas no caso Active Shooter ia um pouco mais além, pois dava a oportunidade dos jogadores serem civis para cometerem as mortes, diferente de Ready or Not. Um dos motivos do Steam também ter retirado o jogo, é devido a sua política, permite aos usuários publicar jogos na plataforma por uma taxa, mas impõe restrições a certos conteúdos. A Valve também proíbe conteúdo ou jogos “claramente ofensivos” com o objetivo de chocar ou causar repulsa aos espectadores”.

Na época, a desenvolvedora postou um aviso para que os jogadores “levassem nada disso a sério”, chamando seu título de “simulação e nada mais”. E acrescentou: “Se você sentir vontade de machucar alguém ou as pessoas ao seu redor, por favor, procure ajuda de psiquiatras locais ou disque 911 (ou aplicável). Obrigado.” A Revived Games também disse na época em um comunicado online que “o jogo não promove nenhum tipo de violência”.

Mesmo assim, não teve jeito. Active Shooter recebeu fortes críticas que acusaram a empresa de ser insensível a tudo o que acontecia na época, como agora, de tiroteios em escolas. E uma petição foi movida com muito sucesso. O game acabou sendo retirado de todas as plataformas e recebeu o título de abandonware.

E vocês, conheciam este jogo? Deixe abaixo nos comentários o que acha a respeito do assunto.

Via: BBC/Variety/Washington Post

Alan Uemura , Observatório de Games.

Fonte: Observatório de Games.

qui, 30 dez 2021 12:09:51 -0300

No comments

Deixe uma resposta

Publicidade

Publicidade

Jogos!

Buscador – Encontre tudo que precisa na Internet!