NASA mostra primeiras imagens do telescópio Webb que fará você querer parar jogar

O alvorecer de uma nova era na astronomia começou quando o mundo vê pela primeira vez todas as capacidades do Telescópio Espacial James Webb da NASA, uma parceria com a ESA (Agência Espacial Européia) e a CSA (Agência Espacial Canadense). As primeiras imagens coloridas do telescópio e dados espectroscópicos foram divulgados durante uma transmissão televisionada nesta última terça-feira, 12 de julho de 2022, do Goddard Space Flight Center da NASA em Greenbelt, Maryland.

Esses alvos listados abaixo representam a primeira onda de imagens científicas coloridas e espectros que o observatório reuniu e o início oficial das operações científicas gerais do Webb. Eles foram selecionados por um comitê internacional de representantes da NASA, ESA, CSA e do Space Telescope Science Institute.

Carina Nebula – Imagem: NASA, ESA, CSA, and STScI

Esta paisagem de “montanhas” e “vales” salpicados de estrelas brilhantes é na verdade a borda de uma região jovem e próxima de formação de estrelas chamada NGC 3324 na Nebulosa Carina. Capturada em luz infravermelha pelo novo Telescópio Espacial James Webb da NASA, esta imagem revela pela primeira vez áreas previamente invisíveis de nascimento de estrelas.

Chamado de Penhascos Cósmicos, a imagem aparentemente tridimensional de Webb parece montanhas escarpadas em uma noite enluarada. Na realidade, é a borda da gigantesca cavidade gasosa dentro da NGC 3324, e os “picos” mais altos nesta imagem têm cerca de 7 anos-luz de altura. A área cavernosa foi esculpida na nebulosa pela intensa radiação ultravioleta e ventos estelares de estrelas jovens extremamente massivas, quentes e localizadas no centro da bolha, acima da área mostrada nesta imagem.

Algumas estrelas guardam o melhor para o final

Southern Ring Nebula – Imagem: NASA, ESA, CSA, and STScI

A estrela mais escura no centro desta cena tem enviado anéis de gás e poeira por milhares de anos em todas as direções, e o Telescópio Espacial James Webb da NASA revelou pela primeira vez que esta estrela está envolta em poeira.

Duas câmeras a bordo do Webb capturaram a imagem mais recente desta nebulosa planetária, catalogada como NGC 3132, e conhecida informalmente como Nebulosa do Anel Sul. Está a aproximadamente 2.500 anos-luz de distância.

O Webb permitirá que os astrônomos investiguem muito mais detalhes sobre nebulosas planetárias como esta – nuvens de gás e poeira expelidas por estrelas moribundas. Compreender quais moléculas estão presentes e onde elas se encontram nas camadas de gás e poeira ajudará os pesquisadores a refinar seu conhecimento sobre esses objetos

Para conferir as outras imagens, clique aqui. E após ver toda a qualidade a que chegamos, qualquer monitor com a sigla que for voltada para jogos, realmente fica no chinelo! Além disso, ver o quanto a qualidade de imagens está tão avançada, demonstra o quanto os designs de jogos possuem uma excelente imaginação, já que algumas imagens lembram e muito de alguns títulos famosos do universo gamer.

Além disso, parar e dar um tempo em um jogo para ver todo a maravilha que é o Cosmos, realmente faz com que nos sintamos muito mais em sintonia com todo este universo! Vale a pena dar um pause.

Via: NASA

Alan Uemura , Observatório de Games.

Fonte: Observatório de Games.

qua, 13 jul 2022 12:43:57 -0300

No comments

Deixe uma resposta

Publicidade

Publicidade

Jogos!

Buscador – Encontre tudo que precisa na Internet!