Digno? Saiba por que Kratos não pode empunhar o martelo de Thor no jogo

O diretor de God of War Ragnarok, Eric Williams, deu uma explicação sobre o motivo que Kratos não pode usar a arma icônica de Thor, Mjolnir, no jogo. Desde que foi lançado no início deste mês, God of War Ragnarok surpreendeu os jogadores com seu combate e armamento contundentes. Embora ver Kratos dizimar inimigos com a arma icônica seria um espetáculo para ser visto, Williams fornece um raciocínio sólido.

O lançamento de God of War Ragnarok provou ser outro grande sucesso para a desenvolvedora Sony Santa Monica, e ele atende totalmente às expectativas estabelecidas por seu antecessor para muitos jogadores. O jogo continua a história de Kratos e seu filho Atreus enquanto eles partem em uma jornada inesquecível pelos nove reinos em busca de respostas antes do Ragnarok.

Kratos mais uma vez empunha seu fiel Machado Leviatã e as Lâminas do Caos junto com uma terceira arma que é desbloqueada no ato final do jogo. Em uma entrevista ao podcast Beyond do IGN, Williams entrou em detalhes sobre o processo de tomada de decisão por trás do arsenal de armas nórdicas de Kratos.

O confronto de Kratos e Thor foi fortemente provocado em God of War, e Mjolnir é talvez um dos aspectos mais conhecidos da mitologia nórdica. Para Williams, porém, ele queria uma arma que subverteria as expectativas e representasse o status de Kratos como general, e é por isso que eles escolheram a Lança Draupnir.

A arma também foi projetada para ser vista como um paralelo ao Mjolnir de Thor, com Williams referindo-se a ambos como “armas boas e más”, respectivamente. Williams elaborou ainda que as armas refletiam a mentalidade dos dois personagens. Thor destrói Gigantes de Gelo com Mjolnir em um desejo de batalha enlouquecido, enquanto a Lança Draupnir de Kratos requer precisão e representa “sua vontade como um general com uma mentalidade pensante”.

Williams finalmente sentiu que o Mjolnir era uma arma óbvia demais para Kratos e que a Lança Draupnir representava melhor o personagem em sua “campanha de fim de tudo”. O combate de God of War é impressionante e, embora o Mjolnir pudesse ter sido uma adição digna ao arsenal de Kratos, não se encaixaria no arco do personagem com base na lógica de William.

A saga nórdica transformou Kratos de um anti-herói implacável e sanguinário em um protagonista com profundidade real. Equipar o Fantasma de Esparta com Mjolnir poderia muito bem ter sido um revés e mostra ainda mais a dedicação e o cuidado que a Sony Santa Monica mostrou à franquia ao incluir uma narrativa sutil na mecânica de jogo.

God of War Ragnarok já está disponível para PS4 e PS5.

Via: Game Rant/IGN

Alan Uemura , Observatório de Games.

Fonte: Observatório de Games.

ter, 22 nov 2022 09:00:00 -0300

No comments

Deixe um comentário

Publicidade

Publicidade

Jogos!

Buscador – Encontre tudo que precisa na Internet!