China cria rede para processadores IA da Nvidia, mas isso não ‘legal’

Observatório de Games.

Segundo o Wall Street Journal, empresas e até pesquisadores acadêmicos na China estão conseguindo acessar componentes para IA da Nvidia, apesar das sanções impostas pelos EUA ao país. A informação revela uma rede de tráfico ativa para a tecnologia na China, onde produtos com capacidades de IA, como os chips A100 e H100, são contrabandeados sem grandes esforços para esconder a atividade. Isso é particularmente relevante, dado que muita da infraestrutura de IA na China depende da tecnologia CUDA da Nvidia.

O WSJ identificou pelo menos 70 distribuidores que anunciavam abertamente esses produtos online, muitos deles verificados pelas redes em que operam. Condições de pré-venda são oferecidas com promessas de entrega em poucas semanas, e o jornal encontrou até servidores completos equipados com oito processadores Nvidia sendo vendidos por US$ 300.000.

Grande parte desses produtos contrabandeados aparenta vir de Singapura. Um caso ilustrativo envolve um estudante chinês de 26 anos que trouxe seis placas da Nvidia para a China, declarando um valor baixo de apenas US$ 100 por componente e passando pela alfândega sem incidentes.

O WSJ conseguiu entrevistar o estudante, que se mostrou disposto a continuar com o contrabando, motivado tanto pelo ganho financeiro quanto por um sentimento de contribuição para o avanço tecnológico de seu país. Esse sentimento patriótico pode ser compartilhado por outros contrabandistas.

A China está determinada a não ficar para trás na corrida pela liderança em IA, especialmente enquanto as sanções dos EUA tentam limitar sua competitividade nesse campo. As medidas restritivas não apenas afetam diretamente empresas americanas, mas também pressionam países aliados a adotar posturas semelhantes.

O WSJ observa que a rede de tráfico toma precauções para evitar despertar suspeitas, limitando o tamanho das remessas. No entanto, o contrabando se tornou tão comum que os preços inflacionados no mercado estão diminuindo, devido à oferta abundante e à crescente confiança dos compradores.

Enquanto a China busca alcançar sua autossuficiência desejada em IA, é provável que o contrabando de placas Nvidia continue a expandir-se no país.

Fonte: WSJ
Via: Tom’s Hardware

Victor Danesi , Observatório de Games.

Fonte: Observatório de Games.

sex, 05 jul 2024 09:30:00 -0300

Publicidade

Jogue agora!

Veja as últimas noticias!

10537

Publicidade