TBT: Relembre alguns ótimos jogos que ganharam péssimas adaptações para os cinemas

Observatório de Games.

Houve um tempo em que adaptar jogos para as telonas era algo terrível. Por quais motivos as produtoras não levavam o que estava na história para os cinemas, ninguém sabe. Eram roteiros que passavam longe do enredo do jogo, criando personagens como Blanka em um amigo de Guile, chamado Carlos “Charlie” Blanka ou Dhalsin em um cientista.

E durante algum tempo foi bem assim. Histórias terríveis, mas que algumas vezes traziam bons atores e coreografias bem feitas, como no caso de Tekken, que tinha o capoeirista brasileiro Lateef Crowder dando vida e ginga ao lutador Eddy Gordo. Mas também tivemos algumas medianas e boas adaptações como Mortal Kombat, Resident Evil (apenas os dois primeiros) e alguns outros.

Felizmente isso parece ter acabado, já que Super Mario Bros O Filme, Sonic e Detetive Pikachu mostraram o respeito que as produtoras começaram a dar para o material original. Podem ter algumas modificações, já que é quase impossível levar tudo o que está na história para as telonas. De qualquer forma, vamos relembrar alguns jogos que ganharam péssimas adaptações para os cinemas.

5. Doom (2005)

Rampage não é o primeiro rodeio de Dwayne Johnson com adaptações de videogame. Em Doom, de 2005, Johnson interpreta o vilão em um filme que se desvia drasticamente do material original do game, transformando os monstros de demônios infernais em apenas alienígenas do espaço. Exceto pelo terceiro ato, mudando para uma visão em primeira pessoa para emular sua ascendência de jogo, este acaba sendo amplamente esquecível. E o filme ainda tem Karl Urban! Bom elenco, péssima história.

4. Assassin’s Creed (2016)

Com um elenco repleto de estrelas, incluindo Michael Fassbender como o assassino titular, não havia razão para Assassin’s Creed ser um filme ruim. O problema, infelizmente, surge quando uma adaptação decide não se apoiar na história que tornou o jogo tão bem-sucedido. Em vez de imergir totalmente o público em uma história que destaca os aspectos mais atraentes do titulo, os cineastas optaram por fazer algo diferente que minimizasse a ação, fazendo com que a adaptação parecesse uma relação distante de seu material de origem.

3. Street Fighter (1994)

O maior problema com Street Fighter, baseado na popular série de jogos de luta da Capcom, é que foi menos uma adaptação fiel e mais uma comédia de erros de Jean-Claude Van Damme. Em vez de se concentrar nos irmãos adotivos e rivais Ken e Ryu, apresentava um grupo de personagens lamentavelmente mal escolhido, particularmente Raul Julia, em seu papel cinematográfico final, como o vilão M. Bison.

2. House of the Dead (2003)

Baseado no jogo de tiro em primeira pessoa da SEGA, House of the Dead também tem a distinção de ser o primeiro em um fluxo aparentemente interminável de férias gratuitas de atores ou operações de lavagem de dinheiro fingindo ser filmes do diretor alemão Uwe Boll. Poderíamos descrever o enredo, mas você pode clicar em outro artigo por tédio, então saiba que o filme é muito ruim e fará você odiar não apenas a música techno, mas também Jürgen Prochnow.

1. DOA: Dead or Alive (2006)

A maioria do público não tinha ideia de que essa adaptação da série de luta da Tecmo existia. Conhecido por lutadoras excessivamente aprimoradas lutando com muito pouca roupa, não havia muito enredo para a série de videogames, e sua adaptação, DOA: Dead or Alive, consegue fornecer ainda menos de uma história, se tal as coisas são possíveis.

Lógico que ainda existem vários outros filmes baseados em jogos, como Super Mario, mas isto fica para uma próxima lista dos piores do universo gamer.

Via: Reddit/Resetera/Yardbarker

Alan Uemura , Observatório de Games.

Fonte: Observatório de Games.

qui, 06 jul 2023 14:42:10 -0300

Jogue agora!

Veja as últimas noticias!

10225

Publicidade