43 anos após lançamento, confira o filme da Disney que segue traumatizando o público

Observatório de Games.

Apesar da reputação da Disney em trazer alegria aos rostos das crianças, alguns de seus filmes mais antigos ainda conseguem tocar fundo o coração, evocando uma sensação de tragédia. Muitos fãs apontam Bambi ou Dumbo como alguns dos filmes mais traumatizantes da Disney. No entanto, enquanto alguns revisitam essas histórias por nostalgia, outro filme surgiu como um dos mais tristes e memoráveis do estúdio.

Diretamente dos anos 80, O Cão e a Raposa apresenta aos espectadores uma história que a Disney sabe contar excepcionalmente bem. Combinando elementos de fofura e drama, o 31º filme de animação da empresa deixou uma marca duradoura em muitos devido à sua trama comovente envolvendo dois adoráveis animais.

A história começa com uma raposa sendo perseguida por uma matilha de cães, carregando seu filhote nos braços. Ela consegue deixar o filhote perto de uma cerca antes de ser capturada. Graças à bondade da esposa de um fazendeiro, o filhote é salvo e criado sob sua proteção. Enquanto isso, um velho caçador adquire um novo cachorro, treinando-o para rastrear presas. Apesar de crescerem em ambientes diferentes, uma amizade sincera surge entre os dois animais, mas seus destinos seguem caminhos opostos.

Além da tristeza presente em O Cão e a Raposa, uma cena em particular causou grande choque na época. Diferente das partes mais emocionantes, foi a cena do urso extremamente ameaçador que deixou as crianças impactadas na primeira vez que assistiram, especialmente pela intensidade da luta e pelo pânico evidente nos personagens principais, além da violência direta contra os animais, resultando em uma experiência desagradável para alguns espectadores.

Imagem: Reprodução/Disney

Victor Danesi , Observatório de Games.

Fonte: Observatório de Games.

seg, 15 abr 2024 10:55:00 -0300

Jogue agora!

Veja as últimas noticias!

10209

Publicidade