Atomic Heart: Compositor doa salário para ajudar vítimas da invasão Russa na Ucrânia

O compositor de videogames, Mick Gordon, disse que doou seu dinheiro do trabalho feito para o jogo Atomic Heart para a Cruz Vermelha, a ‘Ucrânia Crisis Appeal. O jogo tem lançamento previsto para 21 de fevereiro no Game Pass, Windows PC, PlayStation e Xbox, e é desenvolvido pela Mundfish, um estúdio fundado em Moscou, na Rússia, mas recentemente mudou sua sede para o Chipre.

A Mundfish atraiu polêmica por sua recusa em comentar diretamente sobre a guerra da Rússia na Ucrânia e pelo uso intenso de imagens soviéticas no jogo. Gordon, que é australiano, twittou que sua doação foi feita para “se solidarizar com o povo da Ucrânia”. Em um comunicado, o compositor de Doom e Doom Eternal se descreve como “horrorizado” com o “imenso sofrimento” causado pela invasão da Rússia.

“Esta invasão não foi uma decisão do povo russo, mas sim um regime autoritário que desconsidera os direitos humanos e a dignidade”, disse ele. Ele disse que escolheu a Cruz Vermelha como uma “organização pró-paz” que “fornecerá apoio prático para aqueles cujas vidas foram afetadas pela guerra”. Gordon só elogiou a Mundfish em sua declaração, dizendo que foi atraído para o projeto por sua “estética única”, combinada com seu “amor de músico pelos sintetizadores da era soviética”.

“Trabalhar com a Mundfish é um prazer absoluto, pois eles priorizam a imaginação e a liberdade artística”, disse Gordon. Em uma declaração adicional à Eurogamer, Gordon disse: “Entendo que a situação na região é incrivelmente difícil e que muitas pessoas foram afetadas pelo conflito. Quero deixar bem claro que condeno veementemente a agressão violenta de Putin contra a Ucrânia e me solidarizo com o povo ucraniano. […] Minhas motivações são apenas apoiar o povo ucraniano afetado pelo conflito.”

Gordon mais uma vez procurou separar a Mundfish das ações do governo russo e de suas próprias raízes russas. “Acredito que é importante separar as ações de um governo das ações de cidadãos individuais”, disse ele à Eurogamer. “O jogo é um esforço verdadeiramente internacional, com 130 desenvolvedores contribuindo para o projeto de mais de 10 países diferentes. Respeito profundamente a arte e a criatividade que foram usadas no desenvolvimento de Atomic Heart.”

A doação de Gordon deve ser reconhecida, antes de tudo, como um ato de humanidade e generosidade para com uma população que precisa muito de apoio. Mas parece notável que ele se esforce para defender a reputação de Mundfish, bem como para fazer uma declaração inequívoca sobre a guerra que a Mundfish parece relutante ou incapaz devido ao clima político na Rússia, de fazer.

Atomic Heart será lançado em 21 de fevereiro para PC, PS4, PS5, Xbox One e Xbox Series X.

Via: Polygon/PushSquare

Alan Uemura , Observatório de Games.

Fonte: Observatório de Games.

qui, 16 fev 2023 13:36:44 -0300

Jogue agora!

Veja as últimas noticias!

9969

Publicidade