Chefe do Xbox agradece a Jim Ryan pelo seu trabalho a frente da PlayStation

Observatório de Games.

Jim Ryan anunciou sua saída do PlayStation, em um movimento que surpreendeu muitos na indústria de videogames. Ryan permanecerá como CEO da Sony Interactive Entertainment até março de 2024, com Hiroki Totoki assumindo como CEO interino em 1º de abril. A saída de Ryan ocorre depois de mais de 30 anos na empresa.

Depois que a notícia se tornou pública, o chefe do Xbox, Phil Spencer, elogiou a gestão de Ryan no PlayStation, ao mesmo tempo que lhe desejou sorte em seus empreendimentos futuros. “Jim Ryan tem sido um grande contribuidor para a nossa indústria e um líder feroz para o PlayStation. Desejo-lhe o melhor no que fizer a seguir”, escreveu Spencer no Twitter. “Obrigado por tudo que você fez pela comunidade nos últimos 30 anos, Jim.”

Tensões com a Activision

Embora as palavras mostrem respeito entre os dois executivos, o relacionamento entre Ryan e Spencer tem sido publicamente controverso nos últimos anos. A rivalidade entre PlayStation e Xbox já dura duas décadas, mas as coisas esquentaram muito como resultado da proposta de aquisição da Activision Blizzard pela Microsoft.

Ryan denunciou publicamente a oferta inicial da Microsoft de manter Call of Duty no PlayStation por pelo menos três anos e supostamente se reuniu com reguladores nos bastidores para expressar suas preocupações sobre o acordo. Tudo isso aconteceu enquanto Ryan dizia em particular que o acordo não faria com que Call of Duty se tornasse exclusivo.

Com a aquisição da Activision Blizzard pela Microsoft quase concluída, as tensões entre o PlayStation e o Xbox parecem ter esfriado um pouco. A PlayStation inevitavelmente assinou um contrato com a Xbox garantindo que Call of Duty permanecerá na PlayStation por pelo menos uma década. Isso é muito melhor do que o acordo inicial, e as ações de Ryan podem ter funcionado em benefício dos usuários do PlayStation.

Pode ser por isso que Spencer o chamou de “líder feroz”, e é possível que quaisquer tensões remanescentes estejam no passado (pelo menos da parte de Spencer). Também é possível que Spencer simplesmente saiba que Ryan estava agindo no melhor interesse da Sony. Seja qual for o caso, é impossível negar as contribuições de Ryan para o PlayStation e para a indústria de videogames como um todo.

Via: ComicBook/X

Alan Uemura , Observatório de Games.

Fonte: Observatório de Games.

qui, 28 set 2023 15:30:00 -0300

Jogue agora!

Veja as últimas noticias!

9956

Publicidade