George R.R. Martin está processando criadora do ChatGPT

Observatório de Games.

O escritor de Elden Ring e Game of Thrones, George R. R. Martin, está unindo forças com mais de uma dúzia de outros autores para processar a OpenAI. O premiado escritor de Elden Ring e seus colegas do Authors Guild revelaram uma reclamação longa e contundente denunciando o programa de IA generativa por violação de direitos autorais

A OpenAI é uma das maiores corporações responsáveis por textos gerados por IA no mercado atualmente. Embora tenha sido originalmente fundada como uma organização sem fins lucrativos de pesquisa em IA em 2015, tornou-se uma empresa com fins lucrativos quatro anos depois. Desde então, recebeu bilhões de dólares em investimentos, eventualmente lançando o ChatGPT; um chatbot público de IA que rapidamente se tornou uma das maiores aplicações da história.

Agora, 17 membros da Authors Guild, incluindo Martin e o presidente, Scott Turow, se uniram para registrar uma reclamação de 47 páginas contra a OpenAI por violação de direitos autorais. Ao longo de quase 350 parágrafos, os demandantes condenam a OpenAI por inúmeras ofensas contra a criatividade e a escrita e pedem uma ação coletiva, incluindo autores de todo o mundo, contra a corporação.

Além das liminares que proíbem o uso adicional de obras protegidas por direitos autorais para treinamento em IA, os demandantes exigem restituição de até US$ 150.000 por obra violada. A base da reclamação vem do fato de que a OpenAI usa texto protegido por direitos autorais para treinar seus algoritmos de IA.

Historicamente, o ChatGPT poderia ser solicitado a cuspir citações diretas de romances como os da série Game of Thrones. Atualizações recentes removeram essa funcionalidade, mas o ChatGPT ainda pode fornecer resumos precisos e trabalhos derivados, provando que a OpenAI ainda usa esse texto para treinar ilegalmente seu programa.

Considerando que a OpenAI também tem sido duvidosa sobre a origem do material, Martin e outros supõem que é quase certo que ela também esteja extraindo textos de sites piratas. Os demandantes também acusam o ChatGPT de se passar por autores para ajudar os usuários a criar livros com IA.

Autores famosos descobriram livros de baixa qualidade escritos por IA, lançados em seu nome e vendidos diretamente na Amazon, manchando sua reputação no processo. Os autores afirmam que todo escritor profissional deveria estar indignado com o risco que a conduta da OpenAI representa para seus meios de subsistência e para as artes literárias em geral.

Até o momento, o conglomerado OpenAI ainda não se pronunciou sobre as acusações. Os demandantes pediram que o caso fosse ouvido perante um júri e, a julgar pela declaração de Martin e dos outros, as coisas são mais sérias do que muitos imaginam.

Via: Game Rant/Courtlistener

Alan Uemura , Observatório de Games.

Fonte: Observatório de Games.

qui, 21 set 2023 11:30:56 -0300

Jogue agora!

Veja as últimas noticias!

9673

Publicidade