Microsoft: Demissões da empresa devem envolver 343, Xbox e Bethesda

Os cortes de empregos da Microsoft foram confirmados. Agora, pelo que tudo indica, incluirão demissões em sua divisão Xbox, 343 Industries e Bethesda. Após uma série de aquisições de alto nível nos últimos anos, a enorme empresa de tecnologia está reduzindo o número de funcionários. Rumores de cortes de empregos da Microsoft foram confirmados ontem (18), mas ainda não está claro quais divisões serão as mais afetadas por isso.

Em meados da década de 2010, a Microsoft começou a adquirir vários estúdios e editores de jogos. Quando esse período começou, é um pouco difícil de interpretar, já que a mega empresa iniciou a adquirir estúdios de jogos externos já nos anos 2000. As compras começaram a aumentar depois que a empresa comprou a Obsidian Entertainment e a Ninja Theory em 2018.

As preocupações começaram a aumentar quando ela adquiriu a ZeniMax Media em 2020, antes que a Microsoft anunciasse que adquiriria a Activision Blizzard no início de 2021. Agora parece que todos esses gastos podem ter pego a empresa. Ontem a Microsoft confirmou oficialmente que cortaria dez mil empregos.

No entanto, não ficou claro quais divisões seriam as mais atingidas. De acordo com novos relatórios, as divisões Xbox da empresa, o desenvolvedor de Halo, a 343 Industries e o estúdio de Fallout/Elder Scrolls, a Bethesda, seriam todos afetados por isso. Embora não esteja claro quantos empregos serão cortados, fontes afirmaram que a 343, em particular, será duramente atingida por essas demissões.

A história das próximas demissões da Microsoft foi divulgada no início desta semana, embora os detalhes na época fossem relativamente escassos. Os cortes ocorrerão ao longo do ano e devem ser feitas até o terceiro trimestre do ano fiscal de 2023 da Microsoft.

Diz-se que isso representa menos de 5% da força de trabalho geral da empresa. Ao mesmo tempo, a Amazon também deve eliminar mais de 18.000 empregos à medida que os gastos diminuem. Isso tudo, segundo especialistas, é devido a queda tecnológica que continua a se aprofundar e as preocupações com uma recessão global iminente que mantêm as empresas cautelosas.

Mas ao se demitir tantas pessoas, mesmo que represente 5% da força de trabalho, só aumenta a porcentagem de desempregados, pessoas que não irão comprar e assim aumentar o ciclo de cortes na indústria, comércio e assim por diante.

Via: Game Rant/Microsoft/Bloomberg

Alan Uemura , Observatório de Games.

Fonte: Observatório de Games.

qui, 19 jan 2023 12:21:37 -0300




Jogue agora!

Veja as últimas noticias!

5780