Microsoft discutiu a compra da Nintendo ou Valve em e-mail vazado

Observatório de Games.

Um e-mail vazado de 2020 do CEO da Microsoft Gaming, Phil Spencer, revela seu interesse em comprar a Nintendo ou a desenvolvedora Valve, desenvolvedora do Steam. 

A Microsoft fez um primeiro passo na aquisição da Nintendo em 1999 quando deu à desenvolvedora uma oferta que fez com que seus executivos “rissem” por pelo menos uma hora, informou a Bloomberg em 2021. A Microsoft também especulou adquirir a Valve no passado; No entanto, em 2018, o cofundador da Valve e ex-funcionário da Microsoft dos anos 80, Gabe Newell, supostamente disse a um fã que não estava à venda.

No e-mail de 2020, Spencer diz ao diretor de marketing da Microsoft, Chris Capossela, e ao vice-presidente executivo, Takeshi Numoto, que “a Nintendo é o principal ativo para nós em jogos”.

“Tive inúmeras conversas com a equipe de liderança da Nintendo sobre uma colaboração mais estreita e sinto que, se qualquer empresa dos EUA tivesse uma chance com a Nintendo, provavelmente estamos na melhor posição. […] A Nintendo está sentada em uma grande pilha de dinheiro. Em algum momento, adquirir a Nintendo seria um momento de carreira”, diz Spencer. “Está levando muito tempo para a Nintendo ver que seu futuro existe fora de seu próprio hardware. Muito tempo…. :-)”.

Em 2022 para adoçar sua polêmica da planejada fusão da Activision e, possivelmente, melhorar as relações de Spencer, a Microsoft fez uma promessa de 10 anos para lançar Call of Duty nos consoles da Nintendo, e jurou continuar lançando os shooters pelo Steam.

Victor Danesi , Observatório de Games.

Fonte: Observatório de Games.

ter, 19 set 2023 16:47:04 -0300

Jogue agora!

Veja as últimas noticias!

9673

Publicidade