PlayStation 4: 5 dos piores jogos que você não deveria jogar

A geração do PlayStation 4 ainda é um sucesso, mesmo com a chegada do PlayStation 5. O console da geração anterior possui grandes sucessos, mas também trouxe jogos que nem ao menos deveriam ter sido feitos. Desta forma, confira cinco dos piores jogos para o PS4 que você não deveria jogar, jamais! A lista é aleatória.

1. Life of Black Tiger

A história do jogo é sobre um tigre negro, nascido como uma variante e abandonado por seus pais e irmãos, luta contra humanos e mostra seu amor por sua família. Você pode ter uma experiência vívida e realista através do ambiente de selva, campo e floresta no jogo. Atuando como um caçador cruel nas vastas planícies e campos, os jogadores são lançados em uma luta contra seres humanos e outras feras de rapina.

Assim como o brutalmente terrível Horse Racing 2016, Life of Black Tiger representa a Sony precisando de uma longa soneca. Foi lançado em seu canal no YouTube ao mesmo tempo que a apresentação do Nintendo Switch. Isso é porque eles perderam todos os seus calendários ou de alguma forma pensaram que poderiam levar um pedaço de pau para uma luta de espadas.

O jogo é risível, mas também inacreditável. Como você é comandado por um texto mal traduzido para matar uma determinada quantidade de humanos ou coletar cheiros, tudo parecerá um transe. Você está aqui mesmo? Isso está acontecendo mesmo? Quão vencido estava aquele leite que acabei de beber? Todos esses são pensamentos perfeitamente razoáveis ​​para se ter ao jogar este jogo, que, a propósito, está disponível gratuitamente no celular.

2. Qualquer “jogo” de Gilson B. Pontes

Gilson B. Pontes é um desenvolvedor absolutamente fascinante. Alguém que só lança seus jogos na PlayStation Store, como se tivesse um acordo de exclusividade com a própria Sony, os lançamentos anuais de Gilson parecem um elemento maluco do calendário do PlayStation.

Incessantemente chatos ou incrivelmente vazios ou ambos, os jogos de Gilson são quase sempre uma experiência vagamente samurai ou de mundo aberto medieval (e é uma experiência que você não esquecerá), onde você apenas corre e corre até ser atingido por algo e morrer. Eles são todos ruins, mas para ser justo com o desenvolvedor, seus jogos mais recentes definitivamente funcionam!

Você aperta os botões, as coisas acontecem! A maior parte do tempo! Você deve estar se perguntando por que nunca ouviu falar dos jogos de Gilson B. Pontes antes. Bem, isso pode ser porque nenhum criador de conteúdo ou crítico se atreve a cobri-los por medo de ataques de direitos autorais com a intenção maliciosa de derrubar canais inteiros e meios de subsistência porque não concorda com a crítica.

3. Horse Racing 2016

Por onde você começa com isso? Essa coisa parece que veio junto com o Windows XP, mas aqui estamos nós, jogando outra carcaça na fogueira que é a equipe de controle de qualidade da PlayStation Store. Horse Racing 2016, segundo os críticos é tão ruim, que parece tecnologia de algum ponto remoto que ninguém sabe descrever.

Os controles são desajeitados, mecânica estranha e horribilidade visual sem vida de tudo isso. O melhor (pior) dele é a tela de carregamento. Sem dúvida um jogo para ficar bem longe!

4. Wander

O que acontece quando um jogo multijogador depende do pacifismo absoluto em vez das tempestades de balas e golpes de espada padrão? Nada, exceto muita frustração. O mais estranho de tudo é que você não pode nem interagir com outros jogadores, fazendo com que pareça que você está esperando em um lobby para o jogo real começar.

Wander é uma boa ideia que foi abordada de maneira errada ou desenvolvida nas mãos erradas, mas o resultado final é que simplesmente não funciona. Jogando como um Ent sem nenhuma personalidade, Wander vê você se arrastando preguiçosamente por uma ilha e explorando todo o nada que há para encontrar.

5. Tony Hawk’s Pro Skater 5

Enquanto os jogadores testemunhavam seus skatistas vibrando no chão e no esquecimento pela enésima vez em Tony Hawk’s Pro Skater 5, uma pequena parte de suas infâncias morreu e a reação logo se seguiu. Mostrando desprezo pelos fãs nostálgicos ao conceder a licença a um estúdio que simplesmente não estava à altura da tarefa, a Activision fez o possível para obter lucro rápido com essa incursão túrgida e instantaneamente esquecível.

Embora oferecer a adorável simplicidade dos primeiros jogos THPS pareça bom no papel, o produto final foi tudo menos isso. Tinha mais bugs do que se podia imaginar e era mais do que decepcionante. A melhor coisa que o THPS 5 conseguiu foi fazer com que toda uma legião de jogadores desejasse o Skate 4, então pelo menos fez ‘algum’ bem.

Via: Reddit/PlayStation Forum/Culturedvultures

Alan Uemura , Observatório de Games.

Fonte: Observatório de Games.

qua, 25 jan 2023 14:33:35 -0300




Jogue agora!

Veja as últimas noticias!

5874