The Witcher: Blood Origin revela conexão surpreendente entre Geralt e Ciri

A Netflix lançou o prequel de The Witcher, o Blood Origin, que se passa 1200 anos antes da série de sucesso protagonizada por Henry Cavill. Com isso, já era provável que houvessem algumas conexões na linha do tempo atual, e agora foi descoberta a grande conexão entre Geralt e Ciri.

O curioso fato só foi descoberto por conta do relacionamento entre Eile e Fjall. (SPOILER A PARTIR DE AGORA, NÃO LEIA CASO NÃO TENHA TERMINADO DE ASSISTIR!) É que no episódio final do prequel, descobrimos que Eile está grávida e era filha de Fjall.

Fjall acabou passando pelo processo tortuoso para se tornar o protótipo de Bruxo que levaria ao Trial of the Grasses e, posteriormente, a Bruxos como Geralt. Eile e Fjall ficaram íntimos depois desse processo, procriando seu filho com os dois conjuntos de genes.

Ithlinne dá sua profecia tocando o estômago de Eile, provocando como isso leva a Ciri e ao Sangue Antigo que ela contém. Isso também está relacionado ao título do programa, Blood Origin, e, portanto, Ciri e Geralt são descendentes da mesma linhagem. Embora isso não os torne necessariamente parentes diretos, pode torná-los distantes, e isso significa que eles compartilham muito do mesmo DNA de monstro e alguns dos mesmos genes.

O Trial of the Grasses continuaria a evoluir e iterar ao longo do tempo e, em versões posteriores, aqueles que realizam o processo são estéreis avançando. Porém, esse não foi o caso de Fjall, então o processo e os efeitos não são o que acabariam se tornando.

Agora nos resta saber se toda essa história terá uma sequência na terceira temporada de The Witcher, já que isso não é conhecido por Geralt ou Ciri quando paramos de acompanhá-los na segunda temporada. É esperar para ver como será a jornada dos Bruxos.

Via: Mateus Aguilar/ComicBook

Karla Sthefany , Observatório de Games.

Fonte: Observatório de Games.

sex, 30 dez 2022 17:57:16 -0300




Jogue agora!

Veja as últimas noticias!

5780