TikTok: após ser proibido nos dispositivos do governo dos EUA, senador pede banimento dos EUA

O senador dos Estados Unidos Josh Hawley anunciou planos para apresentar um projeto de lei que proibiria o TikTok em todo o país. Em um Tweet publicado ontem (24), o republicano do Missouri abordou a atual proibição de dispositivos do governo, enquanto pressionava por uma proibição total para todos os cidadãos dos Estados Unidos.

Até o momento em que este artigo foi escrito, o projeto de lei não foi apresentado e não está claro exatamente quanto apoio ele teria entre os senadores de Hawley em ambos os lados do corredor. No Twitter, Hawley escreveu que o TikTok “é a porta dos fundos da China para a vida dos americanos. Ele ameaça a privacidade de nossos filhos, bem como sua saúde mental. No mês passado, o Congresso o proibiu em todos os dispositivos do governo. Agora, apresentarei uma legislação para bani-lo em todo o país”.

Embora a proibição do TikTok em dispositivos governamentais seja muito mais fácil de aplicar, é difícil dizer que tipo de apoio público uma proibição nacional teria. O TikTok provou ser uma das plataformas de mídia social que mais cresce, e muitos usuários do Twitter já questionaram Hawley sobre a possível violação de suas liberdades.

Embora Hawley mencione o impacto na “saúde mental” das crianças, ele não menciona o impacto de outras plataformas de mídia social, incluindo Twitter, Facebook e Instagram. Um caso certamente pode ser feito em relação à conexão entre a mídia social e a saúde mental de menores, mas Hawley não menciona essas plataformas em seus comentários.

O TikTok foi lançado na China em 2016 e nos mercados internacionais um ano depois. Nos últimos seis anos, a plataforma teve um crescimento incrível, com mais de 2 bilhões de downloads em todo o mundo. As raízes chinesas da empresa atraíram o ceticismo de funcionários do governo, como o ex-presidente Donald Trump.

Apesar disso, a plataforma continua a prosperar e tem parcerias com várias empresas, incluindo a NFL. Ainda não se sabe como essas parcerias seriam impactadas, mas qualquer proibição em potencial provavelmente levaria um tempo significativo antes de entrar em vigor.

Via: ComicBook/Twitter

Alan Uemura , Observatório de Games.

Fonte: Observatório de Games.

qua, 25 jan 2023 13:32:25 -0300




Jogue agora!

Veja as últimas noticias!

5780